Hegésipo da Palestina

Da wiki OrthodoxWiki
Ir para: navegação, pesquisa

Santo Hegésipo da Palestina (séc. II) foi um Pai da Igreja converso do judaísmo. Sua memória é celebrada pela Igreja no dia 7 de abril.

Vida

Hegésipo era um judeu nascido em Jerusalém na Judeia no início do século II. Na era do Santo Papa Aniceto de Roma (157–168), Hegésipo partiu em uma viagem à capital do império, e em seu caminho passou por diversas cidades, incluindo Corinto no Peloponeso. Hegésipo era letrado, e conhecia o Evangelho tal como era contado pelos hebreus e pelos siríacos. Ao longo de sua viagem, dialogou com diversos hierarcas cristãos, dos quais sempre ouvia a mesma Doutrina, sem nenhuma adição ou supressão.

Não é sabido se Hegésipo já havia se convertido ao cristianismo antes de chegar em Corinto, mas certamente já o havia quando, com grande alegria, clamou que “a Doutrina verdadeira, conforme declamada pela Lei, pelos profetas e pelo Senhor havia prevalecido em todas as igrejas”. Hegésipo permaneceu em Roma durante vinte anos, e lá compôs cinco livros acerca da História da Igreja, desde a Ascensão até seus dias. Sua obra foi uma resposta à heresia do marcionismo, uma seita gnóstica que rejeitava o Antigo Testamento e afirmava que Jesus Cristo era Filho de um “bom deus”, o qual não havia de ser o Deus dos hebreus.

Não fomos dignos de conhecer o restante de sua santificada vida e sua obra antes que se perdesse para sempre, embora haja relatos que o Oriente a possuísse até o século XVII. Além de conter tradições orais inéditas dos judeus, a obra de Santo Hegésipo foi a base utilizada por Eusébio (260–340) para escrever sua História Eclesiástica, e continha histórias nunca mais vistas, como o relato de vida de alguns dos santos apóstolos. Santo Hegésipo adentou o Reino de Cristo em paz em 180.