Profeta Miqueias

Da wiki OrthodoxWiki
Ir para: navegação, pesquisa
São Miqueias.

O Santo Profeta Miqueias (séc. VII a.C.) foi o sexto dos Doze Profetas Menores do Antigo Testamento. A Igreja o comemora nos dias 5 de janeiro e 14 de agosto, em virtude da primeira ser na Véspera da Teofania de Nosso Senhor. São Miqueias também é comemorado na Sinaxe dos Doze Profetas, em 4 de dezembro.

Vida

Miqueias descendia da tribo de Judá e vivia na cidade de Moraste (daí, “Miqueias, o Morastita”). Era contemporâneo dos santos profetas Isaías, Amós, Oseias e dos reis da Judeia Jotão, Acaz e Ezequias (daquele a este, 750–687 a.C.). Miqueias profetizou durante a queda de Samaria e a conquista da Judeia pelo rei Senaqueribe da Babilônia (705–681 a.C.) em seu livro de mesmo nome, que foi contado nos cânones do Velho Testamento.

Miqueias repreendeu os vícios do povo judeu e os falsos profetas que profetizavam “de vinho e de cerveja”. Ele predisse a destruição de Samaria e Jerusalém, que aconteceria porque seus governadores aceitavam subornos, seus sacerdotes ensinavam visando o lucro e seus profetas profetizavam por dinheiro. Os babilônios destruíram Jerusalém em 586 a.C., logo após a queda de Judeia. Entretanto, de todas as suas profecias, a que mais se destaca é a que se refere ao Messias, especialmente do local de Seu nascimento.

“Tu, Belém de Efrata, tão pequena entre os clãs de Judá, é de ti que sairá para mim Aquele que é chamado a governar Israel.” (Miqueias 5)

De acordo com registros antigos, São Miqueias morreu após ter sido jogado de um penhasco.

Pós-vida

No século III, o local de suas relíquias foi revelado em um sonho a São Zebino, Bispo de Eleuterópolis. Durante o reinado do santo Imperador Teodósio I (379–395), suas relíquias foram encontradas sepultadas em Moraste.

Ligações externas