Apóstolos Pedro e Paulo

Da wiki OrthodoxWiki
Ir para: navegação, pesquisa
O Santo Apóstolo Pedro.

Os Santos Apóstolos Pedro e Paulo foram os líderes dos apóstolos. A Igreja celebra ambos os apóstolos em 29 de junho pela sua festa e em 8 de agosto pela consagração da Igreja dos Santos Pedro e Paulo em Constantinopla. São Paulo é comemorado sozinho em 12 de outubro, durante a Festa de Todos os Santos de Atenas, enquanto que São Pedro o é em 5 de setembro pela consagração da Igreja de São Pedro na Trácia e em 25 de abril pela consagração da Igreja de São Pedro em Constantinopla.

Vida

Simão, irmão de André, era um pescador do mar da Galileia. Jesus Cristo curou sua sogra de uma febre.[1] Ele, com Tiago e João, testemunhou os maiores milagres feitos pelo Salvador, ainda em vida terrena.

Simão recebeu o nome de Pedro por Jesus Cristo após O confessar como Filho de Deus, sendo justo a ponto de receber a mensagem divina: “Feliz és, Simão, […] Eu te declaro, tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a Minha Igreja”.[2]Embora tenha sido um dos primeiros a reconhecer Cristo como Filho de Deus, Pedro O negou três vezes na noite anterior à Sua Crucificação. Da mesma forma, em Sua Ressurreição, o Senhor perguntou a Pedro três vezes: “Simão, filho de João, amas-me?” Nas três vezes, Jesus lhe disse: “Apascenta as minhas ovelhas.”[3]

Após Pentecostes, Pedro realiza diversos milagres em nome de Cristo. Pedro foi preso junto com os outros apóstolos pelo Sumo Sacerdote, mas foram libertos por um anjo de Deus, que abriu as portas do cárcere, para que continuassem a pregar no templo.[4] Foi ele quem batizou Cornélio, o primeiro dos gentios,[5] e quem levou São Pancrácio de Taormina à Sicília e, juntamente com São Paulo, ordenou-o bispo da cidade. Pedro também viajou para vários lugares, proclamando o Evangelho. Ele escreveu duas epístolas, que fazem parte do Novo Testamento.

Pedro foi martirizado em Roma durante o reinado de Nero. De acordo com a Tradição, São Pedro pediu que fosse crucificado de cabeça para baixo, pois não se julgava justo de morrer da mesma maneira que o Senhor.

Pós-vida

O martírio não marcou o fim do evangelismo de Pedro. O santo apóstolo não abandonou os santos mártires por Cristo, como em sua aparição a Santa Ágata de Catânia no século III, quando curou completamente a virgem mutilada.

Referências

  1. Mateus 8:14
  2. Mateus 16:13–19
  3. João 21:15–17
  4. Atos 5:14–20
  5. Atos 10:48

Ligações externas