Santos menos conhecidos

Da wiki OrthodoxWiki
Ir para: navegação, pesquisa

Esta é uma lista do coro dos santos cujas vidas não fomos dignos de conhecer.

6 de abril

No sexto dia do mês de abril, nossa Santa Igreja comemora também a memória dos Santos Hieromártir Arquílio de Roma e Mártir Jeremias, mártires cristãos do século III. Arquílio era um sacerdote cristão que, juntamente com Jeremias, um leigo, nasceu para a vida eterna neste dia, quando ambos entregaram ao Senhor suas almas, provavelmente vítimas da Perseguição de Décio (249–251). Nada mais sobreviveu de seu relato de vida senão uma menção por São Gregório, o Grande, Papa de Roma (séc. VII).

9 de abril

No nono dia do mês de abril, nossa Santa Igreja comemora também a memória dos Santos Mártires Fortunato e Donato de Sirmio e seus dezoito companheiros, martirizados neste dia na Panônia no início do século IV, durante a Grande Perseguição de Diocleciano (284–305). Sabe-se que seus nomes eram Demétrio, diácono, Hilarião, Concéssio, Mário, Sirmiônio, Fortunato e Donato. Além deles, sete virgens e mais quatro piedosos confessores foram dignos de compor o coro dos santos mártires por Cristo. Nada mais sobre esses santos parece ter sobrevivido até a atualidade.

3 de novembro

No terceiro dia do mês de novembro, nossa Santa Igreja comemora também a memória dos Santos Hieromártir Teodoro, Arcebispo de Ancira, e Mártires Dásio, Severo, Andronas, Teódoto e Teodócio. Não se sabe ao certo se Teodoro e o grupo de mártires nasceram para a vida eterna juntos ou em séculos diferentes, porém um calendário latino cita-os no mesmo verso. Dásio, entretanto, só aparece em fontes orientais, as quais sugerem que tenham sido mártires do iconoclasmo do século VIII. Na lista sucessória dos hierarcas de Ancira, historiadores latinos colocaram Teodoro como antecessor direto ou indireto de São Clemente, levando-os para algum tempo entre a era apostólica (o Apóstolo Crescêncio, primeiro hierarca de Ancira, foi martirizado no início do século II) e a ordenação de São Clemente ao arquiepiscopado em 278. Não era tão comum que os mártires do iconoclasmo recebessem a coroa do martírio em grupos, mas individualmente, o que indica uma preferência à última hipótese. Por último, a melhor aproximação é que São Teodoro e seus companheiros ganharam a vida eterna na Perseguição de Décio (249–251).