Septuaginta

Da wiki OrthodoxWiki
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo ou seção é um esboço (isto é, precisa ser complementado). Você pode ajudar a OrthodoxWiki expandindo-o.
Septuaginta: Texto Uncial do livro de Gênesis 1:1-25 de acordo com o Códice Alexandrino que é a base da LXX usada na Igreja Ortodoxa.

A Septuaginta (ou "LXX", ou "Velho Testamento Grego) é a tradução da Bíblia Hebraica e outros textos textos para o Grego Koiné entre os séculos III e I a.C. na cidade de Alexandria. Essa famosa versão grega das escrituras hebraicas foi amplamente citada dentro do Novo Testamento (principalmente pelo Apóstolo Paulo) e por outros escritores do início da Era Comum como por exemplo os Padres Apostólicos, Filo de Alexandria, Flávio Josefo entre outros.

Tradicionalmente a história da origem da Septuaginta diz que Ptolemeu II Filadelfo patrocinou a tradução da Torá do hebraico para o grego, pois os Judeus Alexandrinos versados na língua helênica (o dialeto franco do Mediterrâneo Oriental desde a morte de Alexandre o Grande que ocorreu em 323 a.C. até o desenvolvimento do Grego Bizantino por volta de 600 d.C.) não entendiam mais o hebraico, por isso eles precisavam ter acesso as Sagradas Escrituras no seu idioma materno.

Lembrando que Septuaginta não deve ser confundida com as sete ou mais versões do Antigo Testamento em grego que existiram e de certa forma tentaram rivalizar com a LXX. Muitas dessas traduções sobreviveram apenas de forma fragmentada e boa parte delas chegou até nós através do trabalho de Crítica Textual feito pelo Pai da Igreja Orígenes de Alexandria em sua obra denominada de Hexapla que infelizmente se perdeu em sua quase totalidade. Algumas dessas traduções preservadas pela Hexapla de Orígenes foram as versões de Áquila, Símaco e Teodócio.

Na Igreja Ortodoxa de Cristo, a LXX é tida como o Antigo Testamento canônico e esse fato advém de uma antiga tradição que se propagou através dos primeiros cristãos de língua grega que usavam a Versão dos Setenta. Devemos ressaltar também que a LXX foi usada para verter as primeiras versões do Velho Testamento para o latim (Vetus Latina) e serviu de base para diversas outras traduções feitas para os dialetos Armênio, Gótico, Georgiano, Copta, Siríaco, Eslavônico entre outros.


Origem do nome Septuaginta

Esse artigo faz parte da série sobre
O Velho Testamento - Septuaginta
ou simplesmente "LXX", versão em Grego Koiné
da Bíblia Hebraica.
Pentateuco ou "A Lei"
1.Gênesis | 2.Êxodo | 3.Levítico | 4.Números | 5.Deuteronômio
Livros Históricos
6.Jesus de Naum | 7.Juízes | 8.Rute

9.I Reis | 10.II Reis | 11.III Reis | 12.IV Reis
13.I Suplementos | 14.II Suplementos | 15.I Esdras | 16.II Esdras
17.Neeemias | 18.Tobias | 19.Judite | 20.Ester
21.I Macabeus | 22.II Macabeus | 23.III Macabeus

Livro Sapienciais
24.Livro dos Salmos | 25. | 26.Provérbios
27.Eclesiastes | 28.Cântico dos Cânticos
29.Sabedoria de Salomão | 30.Sabedoria de Sirach
Os Profetas
Os Profetas Menores, ou "Os Doze"

31.Oséas | 32.Amós | 33.Miqueias | 34.Joel | 35.Obadias | 36.Jonas
37.Naum | 38.Habacuque | 39.Sofonias | 40.Ageu | 41.Zacarias
42.Malaquias

Os Profetas Maiores

43.Isaías | 44.Jeremias | 45.Baruque | 46.Lamentações
47.Carta de Jeremias | 48.Ezequiel | 49.Daniel

Apêndice
IV Macabeus | Apocalipse de Esdras | Salmos de Salomão

Livro de Odes | Oração de Manassés

O nome Septuaginta se origina do latim versio septuaginta interpretum, "tradução dos setenta interpretes", (Grego: ἡ μετάφρασις τῶν ἑβδομήκοντα, hē metáphrasis tōn hebdomēkonta, "tradução dos setenta"). No entanto a tradução grega das escrituras judaicas só começou a ser conhecida pelo seu nome latino, Septuaginta, nos tempos de Agostinho de Hipona (354-430 d.C.). O numeral romano LXX é muitas vezes usado como abreviação, bem como por G.

Composição

Relatos da origem da LXX segundo a Tradição

A tradição perene da Igreja Ortodoxa de Cristo nos diz que 72 (ou 70) sábios Judeus foram convidados pelo Rei grego do Egito Ptolomeu II Filadelfo para que traduzissem os livros da Lei para o Grego Koiné, para que o trabalho fosse adicionado à Biblioteca de Alexandria. Essa tradição remonta a um texto Antiquíssimo, tido por alguns como Pseudo-epigrafo, denominado de a "Carta de Aristeas" que serviu de fonte primária da origem da LXX para uma infinidade de autores como por exemplo Filo de Alexandria, Flávio Josefo, Epifânio de Salamina, Jeronimo de Strídon, Agostinho de Hipona bem como outros. Dentro da tradição rabínica encontramos uma referência relacionada a esse evento, a mesma está localizada no Tratado Meguilá do Talmude Babilônico:

O Rei Ptolomeu certa vez reuniu 72 Anciãos. Ele os colocou em 72 câmaras, cada um deles separado um do outro, sem contudo revelar-lhes porque foram convocados. Ele entrou na câmara de cada um e disse: 'Escreve para mim a Torá de Moshe, seu professor.' Deus colocou no coração de cada um que traduzisse de forma idêntica, assim como todos os outros fizeram.[1]

Essa descrição rabínica é praticamente a mesma que foi propagada pela Sagrada Tradição

História Crítica

Idioma

Disputas sobre canonicidade

Forma Final

Adições de Teodócio

Uso da LXX

Judeus

Cristãos

História Textual

Tabela de livros

Velho Testamento
Ortodoxo
Nome transliterado
em Grego
Nome convencional
em Português
Lei
Γένεσις Génesis Gênese
Ἔξοδος Éxodos Êxodo
Λευϊτικόν Leuitikón Levítico
Ἀριθμοί Arithmoí Números
Δευτερονόμιον Deuteronómion Deuteronômio
Históricos
Ἰησοῦς Nαυῆ Iêsous Nauê Jesus de Naum
Κριταί Kritaí Juízes
Ῥούθ Roúth Rute
Βασιλειῶν Αʹ I Basileiōn I Reis
Βασιλειῶν Βʹ II Basileiōn II Reis
Βασιλειῶν Γʹ III Basileiōn III Reis
Βασιλειῶν Δʹ IV Basileiōn IV Reis
Παραλειπομένων Αʹ I Paralipomenon I Suplementos
Παραλειπομένων Βʹ II Paralipomenon II Suplementos
Ἔσδρας Αʹ I Esdras 1 Esdras
Ἔσδρας Βʹ II Esdras 2 Esdras
Τωβίθ Tobit Tobias
Ἰουδίθ Ioudith Judite
Ἐσθήρ Esther Ester
Μακκαβαίων Αʹ I Makkabaion 1 Macabeus
Μακκαβαίων Βʹ II Makkabaion 2 Macabeus
Μακκαβαίων Γʹ III Makkabaion 3 Macabeus
Sapienciais
Ψαλμοί Psalmoi Salmos
Ψαλμός ΡΝΑʹ Psalmos 151 Salmo 151
Προσευχὴ Μανάσση Prosefchí Manássi Oração de Manassés
Ἰώβ Iōb
Παροιμίαι Paroimíai Provérbios
Ἐκκλησιαστής Eclesiastes Eclesiastes
Ἆσμα Ἀσμάτων Aisma Aismatōn Cântico dos Cânticos
Σοφία Σαλoμῶντος Sofía Salomóntos Sabedoria de Salomão
Σοφία Ἰησοῦ Σειράχ Sofía Iesoû Sirách Sabedoria de Jesus, o filho de Sirach
Ψαλμοί Σαλoμῶντος Psalmoí Salomóntos Salmos de Salomão
Profetas
Δώδεκα Os Doze Profetas Menores
Ὡσηέ Αʹ}} I. Osëe Oseias
Ἀμώς Βʹ II. Ämōs Amós
Μιχαίας Γʹ III. Michaias Miqueias
Ἰωήλ Δʹ IV. Ioel Joel
Ὀβδίου Εʹ V. Obdias Obadias
Ἰωνᾶς Ϛ' VI. Ionas Jonas
Ναούμ Ζʹ}} VII. Naoum Naum
Ἀμβακούμ Ηʹ}} VIII. Ambakum Habacuque
Σοφονίας Θʹ}} IX. Sophonias Sofonias
Ἀγγαῖος Ιʹ}} X. Ängaios Ageu
Ζαχαρίας ΙΑʹ}} XI. Zacharias Zacarias
Ἄγγελος ΙΒʹ}} XII. Ángelos Mensageiro
Ἠσαΐας Hesaias Isaías
Ἱερεμίας Hieremias Jeremias
Βαρούχ Baroúch Baruque
Θρῆνοι Thrínoi Lamentações
Ἐπιστολή Ιερεμίου Epistolí Ieremíou Carta de Jeremias
Ἰεζεκιήλ Iezekiêl Ezequiel
Δανιήλ Daniêl Daniel
Apêndice
Μακκαβαίων Δ' Παράρτημα IV Makkabaion Parártima 4 Macabeus

Análise Textual

Manuscritos

Antigos Fragmentos da LXX
Os Grandes Códices

Diferenças em relação a Vulgata Latina e o Texto Massorético

Manuscritos do Mar Morto (DSS)

Edições Impressas

Traduções para o dialeto Inglês

Dia Internacional da Septuaginta

Septuaginta em Português

Referências

  1. Tratado Meguilá, páginas 9a-9b. O Talmud identifica quinze traduções específicas incomuns feitas pelos Anciãos, mas apenas duas destas traduções são encontrados na LXX.

Leitura adicional

Links Externos

Gerais

Textos e Traduções

Texto Grego

Inglês

Francês

Espanhol

Alemão

Septuaginta e o Novo Testamento