Lista de Primazes da Rússia

Da wiki OrthodoxWiki
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo ou seção é um esboço (isto é, precisa ser complementado). Você pode ajudar a OrthodoxWiki expandindo-o.


A seguir, a lista dos primazes da Igreja da Rússia.

Metropolitas de Kiev (988-1304)

No período pré-tártaro da sua história, a Igreja de Kiev (Rússia e Ucrânia; o país na época era conhecido como Rus' de Kiev) era uma das dioceses do Patriarcado de Constantinopla. O Metropolita ficava na cidade de Kiev e era um grego nomeado pelo Patriarcado Ecumênico. Somente em 1051 um nativo da Rus' de Kiev, Metropolita Hilário (que era apontado como um dos homens mais cultos do seu tempo), foi colocado na sé.

O século XII foi um período de divisões feudais na Rússia, mas a Igreja Russa continuou a ser o único elo do povo, resistindo aos conflitos feudais entre os príncipes russos. No século XIII, a invasão tártara não conseguiu quebrar a Igreja de Kiev. A Igreja conseguiu sobreviver com uma força real e foi a consoladora do povo neste período.

  1. Miguel I (988-991)
  2. Leôncio (992-1007)
  3. Ivan I (1008-1035)
  4. Feopemt (1035-1049)
  5. Cirilo I (1050)
  6. Hilário (1051-1054)
  7. Efrém I (1055)
  8. ?

  9. Gregório II (1067-1077)
  10. Ivan II (1077-1089)
  11. Ivan III (1089-1091)
  12. Efrém II (1092-1097)
  13. Nicolau (1097-1102)
  14. Nikifor I (1103-1121)
  15. Nikita (1122-1126)
  16. sede vacante

  17. Miguel II (1129-1145)
  18. sede vacante

  19. Clemente (1147-1154)
  1. Constantino I (1155-1158)
  2. sede vacante

  3. Teodoro (1161-1163)
  4. Ivan IV (1164-1166)
  5. Constantino II (1167-1177)
  6. sede vacante

  7. Nikifor II (1182-1198)
  8. Gavriil (?)
  9. Dionísio I (1205)
  10. sede vacante

  11. Mateus (1209-1220)
  12. sede vacante

  13. Cirilo II (1224-1233)
  14. ?

  15. Iosif I (1237- ?)
  16. Cirilo III (1243-1281)
  17. sede vacante

  18. Máximo (1283-1305)

Metropolitas de Moscou e Vladimir (1304-1448)

Os principados russos começaram a se unir em torno de Moscou no século XIV. A Igreja Ortodoxa Russa continua a desempenhar um papel importante no renascimento da Rússia unificada.

  1. Pedro (em Moscou a partir de 1318; 1304-1326)
  2. sede vacante

  3. Teognosto (1328-1353)
  4. Alexis I (1354-1378)
  5. sede vacante

  6. Cipriano (1380-1385)
  7. Pimen I (1385-138?)
  8. Dionísio (138?-1390)
  9. Cipriano (restaurado) (1390-1407)
  10. Fócio (1408-1431)
  11. Isidoro (1437-1441)
  12. sede vacante

Metropolitas de Moscou e toda a Rússia (1448–1589)

Em 1448, não muito tempo antes do Império Romano entrar em colapso, a Igreja russa torna-se independente de Constantinopla. Metropolita Jonas (1448-1461) foi o primeiro a ser eleito sem a sanção de Constantinopla, sendo instalado pelo Concílio de Bispos Russos em 1448, dando-lhe o título de Metropolita de Moscou e toda a Rússia.

  1. Jonas (1448-1461)
  2. Theodósio (1461-1464)
  3. Felipe I (1464-1473)
  4. Gerôncio (1473-1489)
  5. Zózimo (1490-1494)
  6. Simeão (1495-1511)
  7. Barlaão (1511-1521)
  8. Daniel (1522-1539)
  9. Josafá (1539-1542)
  10. Macário (1542-1563)
  11. Atanásio (1564-1566)
  12. Herman (1566)
  13. Felipe II (1566-1568)
  14. Cirilo (1568-1572)
  15. Antônio (1572-1581)
  16. Dionísio (1581-1587)

Patriarcas de Moscou e toda a Rússia (1589–1721)

  1. Jó (1589-1605)
  2. Inácio (1605-1606)
  3. Hermógenes (1606-1612)
  4. Filareto (1606-1612)
  5. Josafá (1634-1640)
  6. José (1642-1652)
  7. Nikon (1652-1658)
  8. locum tenens: Pitirim de Krutitsy (1658-1667)

  9. Josafá II (1667-1672)
  10. Pitirim (restaurado como Patriarca) (1672-1673)
  11. Joaquim (1674-1690)
  12. Adriano (1690-1700)

"Santo Sínodo" (1721-1917)

Patriarcas de Moscou e toda a Rússia (1917-atualmente)

No início do século XX, a Igreja Russa iniciou os preparativos para a convocação de um "Concílio de toda a Rússia". Entretanto, só veio a ocorrer após a revolução de 1917. Entre a suas principais ações, estava a restauração do ofício patriarcal da Igreja Russa, que fez com que o Metropolita Tikhon de Moscou fosse o Patriarca de Moscou e toda a Rússia (1917-1925). Mais uma vez o primaz passa a ser conhecido como patriarca.

  1. Tikhon (1917-1925)
  2. locum tenens: Pedro (Polyansky) de Krutitsy (1925-1937)
    locum tenens: Sergio (Stragorodsky) de Nizhny Novgorod (1936-1943)

  3. Sérgio (1943-1944)
  4. Aleixo I (1990-2008)
  5. Pimen (1970-1990)
  6. Aleixo II (1990-2008)
  7. locum tenens: Cirilo (Gundyayev) de Smolensk e Kaliningrad (2008-2009)

  8. Cirilo I (2009-atualmente)

Veja também

Fonte