Alterações

Ir para: navegação, pesquisa

Dez mártires de Creta

2 bytes removidos, 02h08min de 19 de outubro de 2020
sem resumo de edição
[[Imagem:Menologion of Basil 069.jpeg.jpg|thumb|Os santos dez no Menológio de Basílio II.]]
Os '''Dez Santos Mártires de Creta''' (os quais, '''Teódulo''', '''Saturnino''', '''Êuporo''', '''Gelásio''', '''Euniciano''', '''Zótico''', '''PompeioPompeu''', '''Agátopo''', '''Basílides''' e '''Evaristo'''; m. 250) foram cristãos martirizados durante o reinado de Décio, no terceiro século. A Igreja celebra sua festa no dia de seu martírio, [[23 de dezembro]].
== Vida ==
Em 249, Décio (249–251), após suas vitórias militares contra a rebelião de Pacaciano no Danúbio, assassinou o Imperador Filipe (244–249) e assumiu seu posto, acrescentando ao seu nome também o nome “Trajano” devido a sua grande admiração pelo imperador homônimo. Essa admiração também viria a se refletir na perseguição aos cristãos. No ano seguinte, Décio assinou um édito exigindo que todo o império oferecesse sacrifícios aos deuses pagãos pelo bem-estar do imperador.
Naquele tempo, o eparca de Creta, que também se chamava Décio, iniciou uma feroz perseguição aos cristãos na ilha. Foram trazidos a ele cristãos de todas as partes de Creta: Teódulo, Saturnino, Êuporo, Gelásio e Euniciano da capital Gortina, Zótico do litoral de Cnossos, Agátopo do porto de Panormos, Basílides da Cidônia e Evaristo e Pompeio Pompeu de Heraclião. Os dez firmemente confessaram sua fé em [[Jesus Cristo]] e negaram-se a oferecer sacrifícios aos deuses pagãos.
O ímpio governador então lhes disse: “Vós, que depreciais esta grande assembleia na qual se rende culto aos todo-poderosos Júpiter, Juno, Reia e outras divindades, vereis o poder dos deuses.” E eles o responderam que a lenda de Júpiter não lhes era estranha, assegurando que aqueles que o consideravam uma divindade deviam por virtude imitar os seus vícios. Se a multidão de pagãos enfurecidos não tivesse sido contida, eles já haveriam sido martirizados, mas o governador decidiu sentenciá-los a um mês de cruéis torturas, como açoites e apedrejamento.
7 124
edições

Menu de navegação