Diferenças entre edições de "Jesus Cristo"

Da wiki OrthodoxWiki
Ir para: navegação, pesquisa
(Tropários da Ressurreição)
(Tropários da Ressurreição)
 
Linha 5: Linha 5:
 
== Hinos ==
 
== Hinos ==
 
=== Tropários da Ressurreição ===
 
=== Tropários da Ressurreição ===
 +
''(Cantado pela Catedral Ortodoxa Antioquina de São Paulo; em tom 2)''
 +
: Quando desceste até a morte, /
 +
: Tu que és a Vida Imortal, /
 +
: então destruíste o inferno /
 +
: com o resplendor da Tua divindade. /
 +
: E quando ressuscitaste os mortos do fundo da terra,/
 +
: todas as potestades celestes exclamaram: /
 +
: Ó Cristo Deus, Autor da vida, /
 +
: glória a Ti!
 +
 
''(Cantado pela Catedral Ortodoxa Antioquina de São Paulo; em tom 4)''
 
''(Cantado pela Catedral Ortodoxa Antioquina de São Paulo; em tom 4)''
 
: As discípulas do senhor /
 
: As discípulas do senhor /
 
: aprenderam do Anjo /
 
: aprenderam do Anjo /
: a anunciar a jubilosa Resurreição. /
+
: a anunciar a jubilosa Ressurreição. /
 
: Abandonando a condenação dos nossos antepassados, /
 
: Abandonando a condenação dos nossos antepassados, /
 
: se dirigiram orgulhosas aos apóstolos, dizendo: /
 
: se dirigiram orgulhosas aos apóstolos, dizendo: /

Edição atual desde as 14h33min de 23 de dezembro de 2019

Este artigo ou seção é um esboço (isto é, precisa ser complementado). Você pode ajudar a OrthodoxWiki expandindo-o.
Jesus Cristo, Nosso Salvador.

Nosso Senhor, Deus e Salvador Jesus Cristo (grego: Ἰησοῦς Χριστός, Iēsous Christós) é a segunda pessoa encarnada da Santíssima Trindade, o Filho unigênito de Deus, plenamente Deus e plenamente homem, nascido no tempo através da Virgem Maria e gerado antes das eras por Deus Pai.

Hinos

Tropários da Ressurreição

(Cantado pela Catedral Ortodoxa Antioquina de São Paulo; em tom 2)

Quando desceste até a morte, /
Tu que és a Vida Imortal, /
então destruíste o inferno /
com o resplendor da Tua divindade. /
E quando ressuscitaste os mortos do fundo da terra,/
todas as potestades celestes exclamaram: /
Ó Cristo Deus, Autor da vida, /
glória a Ti!

(Cantado pela Catedral Ortodoxa Antioquina de São Paulo; em tom 4)

As discípulas do senhor /
aprenderam do Anjo /
a anunciar a jubilosa Ressurreição. /
Abandonando a condenação dos nossos antepassados, /
se dirigiram orgulhosas aos apóstolos, dizendo: /
A morte já é cativa /
e o Cristo Deus já ressuscitou, /
dando ao mundo a grande misericórdia.

(Cantado pela Catedral Ortodoxa Antioquina de São Paulo; em tom 5)

Nós, fiéis, louvemos e adoremos o Verbo /
igualado ao Pai e ao Espírito na eternidade, /
que nasceu da Virgem para nossa salvação, /
pois Se dignou subir corporalmente à Cruz, suportar a morte /
e ressuscitar os mortos /
com Sua Gloriosa Ressurreição.

(Cantado pela Catedral Ortodoxa Antioquina de São Paulo; em tom 6)

As potestades angélicas /
apareceram no Teu venerável sepulcro /
e os guardas ficaram como mortos. /
Maria colocou-se junto do sepulcro, /
procurando o Teu puríssimo corpo. /
Entretanto, subjugaste o inferno, /
sem ser molestado por ele /
e encontraste a Virgem, revelando a vida. /
Senhor, que ressurgiste dos mortos, /
glória a Ti!