8 de setembro

Da wiki OrthodoxWiki
Revisão em 02h30min de 16 de agosto de 2023 por EGobi (Discussão | contribs)
(dif) ← Revisão anterior | Revisão atual (dif) | Revisão seguinte → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa
CALENDÁRIO DE SETEMBRO
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 1

Festas

Neste dia 8.º do mês de setembro, nossa Santa Igreja comemora:

thumb

a Natividade da Santíssima Mãe de Deus e Sempre Virgem Maria;

ela, quem em seu corpo edificou a casa para a Santa Sabedoria Hipostática, o Verbo de Deus, encarnar, sendo hoje a sináxis de todas as igrejas que levam o nome de “Santa Sofia”.

E, com ela, seus santos Ícones de Chelm (séc. I), de Plataniotissa em Kalavryta (séc. IV), “Drosiani” em Naxos (séc. IV), de Kyra Panagia nas Espórades (séc. X), de Miliá na Macedônia (séc. X), “Rovelista” em Arta (séc. X), “Grigorousa” em Atenas (séc. XI), da Sicília em Chios (séc. XII), “Arakiotissa” em Nicósia (séc. XII), “Kallipetra” em Sérvia na Macedônia (séc. XII), de Kursk (séc. XIII), do Monte Skiadi em Rhodes (séc. XIII), “Kardiotissa” em Heraclião (séc. XIII), de Syama em Vologda (séc. XIV), de Agia Napa em Ammochostos (séc. XIV), de Pochaiv (séc. XVI), de Limni na Eubeia (séc. XVI), de Hlynsk em Lviv (séc. XVI), “Vrontianis” em Samos (séc. XVI), de São Luciano em Alexandrov (séc. XVI), “Vourniotissa” em Tinos (séc. XVII), de Isakovo em Rybinsk (séc. XVII), “Kathariotissa” em Ithaka (séc. XVII), de Leśna em Lublin (séc. XVII), do Dumnytsya em Chernihiv (séc. XVII), de Zidani em Sérvia na Macedônia (séc. XVII), do Monte Kalamos em Thira (séc. XVIII), dos Estrangeiros em Lêucade (séc. XVIII), “Eleutheriotrias” em Zakynthos (séc. XVIII), “Gauriotissa” em Elateia (séc. XVIII), “Arethiotissa” na Acarnânia (séc. XVIII), da Saúde em Esparta (séc. XIX), “Gorgoepikôos” na Ática (séc. XIX), de Spetses (séc. XIX), “Rainha de Tudo” na Ática (séc. XX), “Goumera” em Serres (séc. XX), “Nisiotissa” nas Cíclades (séc. XX), de Atália em Atenas (séc. XX), da Saúde na Coríntia (séc. XX), de Selíbria em Kavala (séc. XX), “Kaloleivadianis” nas Cíclades, “Elerou” em Kasos, “Borganoulas” em Kasos, “Kardianis” em Siros, “Vrysianis” em Karpathos, “Larniotissa” em Karpathos, “Lankadiotissa” em Chalkida, “Keratsanissa” na Carístia, “Finikiotissa” em Peristeri, do Vulcão na Messênia, de Kyra Panagia em Thira, dos Rios em Nisyros, da Alegria de Todas as Gerações em Atenas e de Tsambika em Rhodes.

Por suas santas intercessões, ó Cristo Deus, tem piedade de nós e salva-nos, Tu que és Bondoso e Filântropo. Amém.


Leituras

NAS VÉSPERAS:

Kathisma XV: Salmos 105, 106, 107–108
Gênesis 28:10–17
Ezequiel 43:27–44:4
Provérbios 9:1–11

NAS MATINAS:

Kathisma XIX: Salmos 134–136, 137–139, 140–142
Kathisma XX: Salmos 143–144, 145–147, 148–150
Polyeleos: Salmos 134–135
Lucas 1:39–49, 56

NA DIVINA LITURGIA:

Filipenses 2:5–11
Lucas 10:38–42, 11:27–28

Liturgia

Teu nascimento, ó Mãe de Deus, anunciou a alegria a todo o universo; pois de ti resplandeceu o sol da justiça, Cristo nosso Deus, que, aniquilando a maldição, nos concedeu a bênção e, destruindo a morte, nos outorgou a vida eterna.

TROPÁRIO DA NATIVIDADE DA MÃE DE DEUS

Ó Mãe de Deus, a virgindade é impossível às mães e a maternidade estranha às virgens, mas ambas se uniram em ti. Por isso, nós todos, com fervor te proclamamos Bem-Aventurada.

HINO DA NATIVIDADE DA MÃE DE DEUS

Joaquim e Ana ficaram livres do opróbrio da esterilidade, e Adão e Eva foram libertos da corrupção da morte por teu santo nascimento, ó Virgem Pura. Teu povo, salvo da escravidão do pecado, te festeja, exclamando: A estéril dá à luz a Mãe de Deus, que alimenta as nossas vidas.

KONTAKION DA NATIVIDADE DA MÃE DE DEUS